06 fevereiro, 2016

E... é sempre a somar!

Nesta foto, tinha menos dois anos. Agora só tem mais uma ou outra ruguita, só faz mais uma ou outra fita, mas continua assim, bonita
Se sabe fazer contas de somar, some!
 A há quem se lembre dela assim:

03 fevereiro, 2016

Se Bruxelas aprovar o Orçamento do Estado eu não aplaudo... seria desvalorizar o que prezo

A foto acima é do "Público" e depois foi usada até mais não, semanas a fio. Escolhi-a como prova de um comportamento indigno da nossa imprensa. Toda, sem excepção, a submeter o Governo a grande pressão, cavando o descrédito politico e técnico e aliando-se, dessa forma, a poderes que não foram submetidos a qualquer escrutínio.
Repito: é indigno.
Por outro lado,
se Bruxelas aprovar o orçamento, eu não aplaudo.
Por razões que o meu Partido torna bem explícito. 

02 fevereiro, 2016

As palavras saem-me do corpo (a alma só atrapalha)

-
A minha palavra
é um braço
com que te enlaço
e um punho erguido
necessário, sentido
A minha palavra
é um gesto lento
é um lamento
um grito ouvido
de um homem ferido
A minha palavra
nem sempe é bela
é um comer saído da gamela
é um sorvo, um beber
é um dar do meu saber
A minha palavra
prentendendo-a justa, é louca
é uma boca
com lábios de beijar
e dentes de morder, de trincar

(saiba mais sobre as minhas palavras)


Reedição 
post de Outubro de 2010